QUAL O VALOR DO DESIGN APLICADO AOS ESPAÇOS?

ANTES + DEPOIS

 O poder da transformação dos espaços é algo fascinante!

Ao visualizar o resultado final, temos a certeza do valor das intervenções e o quanto melhoram os ambientes e nos trazem um sentimento de alegria e realização.

REFORMAS E OBRAS EM APTOS- RESPONSABILIDADE  PROFISSIONALISMO

Para cuidar da segurança e da durabilidade das edificações brasileiras, a ABNT publicou uma nova norma, a 16.280.

O regramento começa a valer a partir de 18/04/2014.

Com ele, qualquer alteração feita nas edificações – inclusive as executadas dentro das unidades - deve ser  comunicada e aprovada pelo síndico. A norma vale para condomínios verticais.

Pela lei, pouco muda, uma vez que o síndico já deveria ser avisado sobre reformas e obras dentro do condomínio. Infelizmente não é o que se vê na prática. Em muitos condomínios, os condôminos acreditam que, por se tratar se sua unidade autônoma, estão livres para efetuar as alterações que julgarem adequadas para o espaço. Algumas vezes sem se preocupar com o impacto sofrido pelas estruturas.

A ideia da norma é mudar principalmente a cultura de que a contratação de um bom pedreiro não acarreta em maiores problemas para a estrutura do condomínio.

RESPONSABILIDADES

A principal mudança é que a partir do dia 18/4/2014 os moradores que forem executar qualquer tipo de intervenção em suas unidades deverão apresentar um projeto assinado por um engenheiro ou arquiteto detalhando o que será feito ali, com uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica). Cabe ao síndico autorizar ou não a reforma.

No documento, onde deve constar uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), no caso de um engenheiro ou um RRT (Registro de Responsabilidade Técnica), expedido por um arquiteto, deve haver um cronograma detalhado do que será feito na obra, o tempo estimado da intervenção, além dos materiais utilizados.

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE OS RRTs/ARTS

 O Registro de Responsabilidade Técnica (RRT/ART) é um instrumento de defesa da sociedade contra a má prática e a prática ilegal da Arquitetura e Engenharia, assim como uma garantia da autoridade do profissional sobre os serviços para o qual foi contratado. Num processo de reforma deve-se ter:

1-     ART/RRT de PROJETO:  AUTOR RESPONSÁVEL PELO PROJETO

2-     ART/RRT de GERENCIAMENTO DA OBRA:   CONSTRUTORA, ARQUITETO OU ENGENHEIRO RESPONSÁVEL PELA OBRA COMO UM TODO.

3-     ART/RRT de PROJETOS e EXECUÇÕES ESPECÍFICAS serviçosque forem contratados.

CONTATO: flaviaportela@vivadesign.com.br       cel/whatsapp:   55 11 97091-5994